terça-feira, 22 de março de 2011

1-5

Nem sei se hei-de escrever sobre o golo do Gaitán, do passe de Saviola para o golo do Aimar, se da penalidade não falhada pelo Cardoso ou dos dois golos do Nuno... enfim... também podia falar na expulsão e finalmente uma penalidade à favor mas agora já é tarde, não é?

Já o apedrejamento do carro de LFV é uma vergonha, assim com as bolas de golf e todos os ataques covardes a casas benfiquistas, começa a ser demais a impunidade com que estas coisas acontecem e nunca se houve apelos há contenção depois acontecem acidentes infelizmente temos de viver com anormais...

Carrega Benfica!!!

2 comentários:

Jotas disse...

Não está em causa os actos de violência em si, todos nós os condenamos e infleizmente todos os clubes têm telhados de vidro, a diferença e este é que é o ponto essencial, enquanto o Presidente e direcção do Benfica condenam estes actos e apelam ao bom comportamento dos adeptos, do lado do Porto, apela-se à violência e não se ouve da parte dos seus dirigentes e muito menos do seu Presidente, uma palavra contra este tipo de actos e muito menos de apelo à calma e é esse comportamento distinto que classifica o modo de estar de uns e de outros.
Esse é o grande objectivo, fazer com que a ira dos adeptos do Benfica seja de tal forma intensa, que impeça o árbitro de concluir o jogo da Taça por falta de segurança e assim os corruptos conseguirem ganhar dora do campo aquilo que julgam ser complicado dentro dele.
Posto isto, depois de mais uma escalada de violência, protagonizada pelos discípulos do Papa, com a impunidade de sempre, onde mais parece que neste país, a zona circundante do Porto, tem leis e regras diferentes do resto do país, pouco me apetece falar de futebol, mas foi de facto uma exibição convincente do Benfica, com um golo de bandeira de Gaitan e uma exibição com personalidade, que só podia dar em goleada.

último! disse...

Sempre certo Jotas, realmente é incrivel como nem uma palavra de apelo à calma dquelas bandas... enfim o normal.